Geral

Bariátrica - Homem espirra e vísceras saem do abdômen em Ibiraçu

Postando em:

Um caso de urgência exigiu muito trabalho das equipes do Pronto Socorro de Ibiraçu e do Corpo de Bombeiros de Aracruz, durante o resgate de um paciente em Ibiraçu. O caso chamou muito a atenção dos profissionais que atuaram no socorro.

Um homem de aproximadamente 50 anos passou por maus momentos após ter as vísceras jogadas para fora do abdômen, no final da tarde da última sexta-feira (02). O fato ocorreu no bairro Ericina, região central de Ibiraçu, e o impressionante é que tudo foi causado por um simples espirro. A equipe do Pronto Atendimento local foi acionada por volta das 18h e seguiu para a residência do paciente.

Leia também: Vereador “briga” na justiça por direito de moradores de Ibiraçu trabalharem em Aracruz

No endereço indicado, o motorista e o técnico de enfermagem encontraram o paciente deitado na cama com a barriga aberta e as vísceras do lado de fora. Diante da gravidade, a equipe solicitou a presença urgente de uma médica e de mais uma técnica de enfermagem.

Consciente, o paciente contou que há uns oito dias havia sido submetido a uma cirurgia bariátrica (redução de estômago) em um hospital de Cachoeiro de Itapemirim . Em casa, deitado na cama, ele espirrou e o inesperado aconteceu, seu intestino grosso foi jogado para fora do abdômen.  

Para remover o paciente foi preciso acionar o Corpo de Bombeiros. Com aproximadamente 140 kg, o paciente precisava ser removido com o máximo de estabilidade.

“Não havia espaço para remover o paciente por dentro da casa. Para evitar movimentos que poderiam lhe causar muita dor, a solução encontrada foi passá-lo pela janela. Tivemos que desparafusar a grade e remover uma parte da janela do quarto”, contou o sargento Gualberto, comandante da operação do Corpo de Bombeiros.

Além dos seis homens da equipe de bombeiros militares, o trabalho de remoção envolveu cinco profissionais do Pronto Socorro de Ibiraçu.

A Drª Soraya Amanda da Cruz, médica que atendeu a ocorrência, informou ao Site Aracruz que a incisão da cirurgia era de aproximadamente 20 cm.

“Com o espirro há um aumento de pressão intra-abdominal e dependendo da intensidade, pode acontecer de estourar os pontos. Foi o segundo caso que presenciei em três anos de profissão. O rompimento pode ter ocorrido pelo fato de o paciente não estar usando a cinta e ter espirrado com muita força”, explicou a médica.

A profissional de saúde acrescentou que durante o procedimento o homem recebeu medicamento para dor e hidratação venosa. A equipe também usou compressas para cobrir as vísceras e as hidratou com soro.

O paciente foi transportado na viatura do Corpo de Bombeiros para o Hospital São Camilo. Ele chegou bem à unidade e foi levado direto para o centro cirúrgico. A expectativa era de que, posteriormente, ele fosse transferido para o hospital de Cachoeiro, onde foi feita a cirurgia bariátrica.  

Perguntada sobre os cuidados que se deve ter após uma cirurgia bariátrica, a médica respondeu que o paciente deve guardar realmente o repouso indicado pelo cirurgião, não deixar de usar a cinta, evitar situações que possam causar resfriado e seguir todas as recomendações médicas.

A Drª Soraya elogiou muito o trabalho realizado pelo Copo de Bombeiros, que disse ter sido fundamental, e também a atuação da equipe do Pronto Atendimento de Ibiraçu pela entrega total, diante de um caso que exigiu muita dedicação.