Política

Prevista para esta quinta-feira (01), eleição para a presidência da câmara de Fundão é adiada

Postando em:

A eleição da mesa diretora da câmara municipal de Fundão, biênio 2019/2020, que ocorreria a partir das 19h desta quinta-feira (19), foi adiada para outra data a ser definida. O motivo do adiamento foi uma liminar conseguida pelo grupo que faz oposição ao atual presidente Eleazar Ferreira Lopes (PC do B), que foi prefeito interino do município até o último pleito em outubro do ano passado, quando foi eleito o novo chefe do executivo municipal.

O mandado de segurança que resultou na liminar foi expedido pelos vereadores Ângela Maria Coutinho (PV), Ataídes Soares da Silva (PEN), Janilton Almeida de Carli (PDT) e Marseandro Agostini Lima. Completa a lista de impetrantes, Antônio Piol, suplente do vereador Flávio Xavier Alberto (PRP), que não assinou o documento.

O grupo alega que o prazo entre a publicação do edital (26 de janeiro) e a data limite para o registro das chapas (30 de janeiro) foi insuficiente para a oposição se articular.

O prazo para o registro das chapas foi encerrado às 18 horas da última terça-feira (30). Somente a chapa encabeçada pelo atual presidente foi inscrita dentro do prazo. Completam a chapa os vereadores Ronaldo Broetto (PC do B) - vice-presidente e Tadeu Rodrigues Fraga (Rede) - secretário.

 Em entrevista ao Site Aracruz, o presidente da câmara Eleazar Lopes, afirmou que o prazo entre a publicação do edital e a data limite para o registro das chapas está de acordo com o Regimento Interno da câmara, mas que irá acatar a decisão liminar da justiça.

E eleição é para a escolha da mesa diretora que irá administrar a câmara no biênio 2019/2020. Perguntado sobre o motivo da antecipação do processo eleitoral, Eleazar afirmou que é para evitar interrupções no trabalho durante um ano de eventos importantes.

“A decisão parte primeiramente de autorização legal, visto que no artigo 11 do Regimento Interno dispõe que deverá ser realizada até 15 de Dezembro, em sessão ordinária. Outro ponto crucial para esta decisão foi o fato de que 2018 será ano de copa do mundo e eleições presidenciais, o que poderia tumultuar o segundo semestre deste ano. A medida também visa garantir estabilidade administrativa para a Câmara me possibilitando implementar ações já planejadas para 2018, sem preocupar-me com questões políticas envolvendo a eleição da mesa. A prioridade do gestor público deve ser com a gestão administrativa e não com a instrumentalização política de uma eleição” justificou o presidente.

Eleazar acrescentou que a nova data para a eleição da Câmara Municipal de Fundão será decidida na noite desta quinta-feira (01).