Policial

Suspeita de matar companheiro em Fundão se apresenta e alega legítima defesa

Postando em:

Prestou depoimento na manhã desta quarta-feira (24), na delegacia de Fundão, a suspeita da morte de Wanderson Gonçalves Novaes, 34 anos.  Marluza Alves Gurdulino, 51 anos, se apresentou espontaneamente na delegacia, após sair do flagrante. Ela era companheira da vítima e, ao prestar depoimento, alegou legítima defesa. Disse que estava sendo agredida por Wanderson e apenas agiu para se defender. Imagem ilustrativa

 

Notícia relacionada: Mulher é suspeita de matar companheiro a facada em Fundão

 

Wanderson foi morto na noite do último domingo (21) com uma facada no peito. O fato ocorreu no interior da residência da suspeita, localizada no Bairro Direção. Um familiar da vítima informou que, após o ocorrido, a própria Marluza teria ido à residência da família da vítima e contado que matou Wanderson.

Segundo informações da Polícia Civil, após prestar depoimento a suspeita foi liberada. Marluza alega ter hematomas causados pelas supostas agressões da vítima e será submetida a exames de corpo de delito.

A Polícia Civil também vai investigar se há registros anteriores de outras agressões da vítima à suspeita. O responsável pelas investigações é o delegado de Fundão, Rogério Nader.