Política

Câmara de Ibiraçu quer intervenções da Eco 101 para maior segurança no trânsito urbano

Postando em:

A câmara municipal de Ibiraçu encaminhou requerimento à Eco 101, concessionária que administra a Rodovia BR 101, solicitando intervenções para maior segurança de motoristas e pedestres que trafegam pela área urbana do município.

O requerimento foi anexado a um ofício do gabinete do vereador Otávio Maioli, que tomou a iniciativa da sugestão de encaminhar as solicitações. A medida foi aprovada por unanimidade na sessão de terça-feira (05) e o requerimento foi encaminhado à empresa no dia seguinte. Cópias serão enviadas também à Assembléia Legislativa, à Comissão Especial de Acompanhamento e Fiscalização das obras da BR-101, da Câmara dos Deputados, para o prefeito de Ibiraçu e outras instituições para que todos saibam do movimento.  

Em conversa com o Site Aracruz, Otávio Maioli afirmou que as intervenções solicitadas seriam especialmente na altura do Bairro São Cristóvão (Região do trevo do Califórnia até a altura do Posto Ipiranga) já que os moradores daquele bairro precisam atravessa a BR para chegarem ao centro da cidade.

“Solicitamos à empresa algumas intervenções importantes como isolamento de áreas de pedestres, ciclovia, reforço na faixa de pedestres, redutores de velocidade e até a possível instalação de semáforos”, disse o vereador.    

Otávio destacou a necessidade o município articular junto com a Eco para que a empresa reconheça a importância de implantar medidas compensatórias por conta dos impactos que a rodovia causa na segurança dos munícipes, e foi verificando essa ausência do município que o vereador tomou a iniciativa.

“Já que a prefeitura não tem o poder de intervir diretamente na rodovia, mesmo diante das necessidades dos munícipes, é importante que a empresa dê essa compensação. Atualmente aquela área não tem minimamente uma organização do trânsito e os riscos de acidentes são grandes. Com essas medidas solicitadas pretendemos diminuir os riscos de alguma forma”, acrescentou o vereador, que se diz muito otimista de que o retorno da concessionária será positivo.  

A Eco 101 ainda não respondeu ao requerimento da câmara, mas o prazo, que completa uma semana nesta quarta-feira, vem sendo considerado normal pelos vereadores.