Policial

Adolescente diz que matou primo porque vítima era homossexual

Postando em:

Um caso claro de homofobia. Foi essa a conclusão do delegado de Sooretama, Fabrício Lucindo Lima, no homicídio ocorrido na última sexta-feira e que teve como vítima Ronilson dos Santos Câmara, 36 anos, conhecido como Alzirene ou Ziene. O crime, segundo o delegado, teria sido cometido por um primo da vítima, um adolescente de 17 anos.

Bastaram 48h para que a polícia elucidasse o caso. Com a colaboração de populares, a polícia chegou ao suspeito e apreendeu uma espingarda de pressão modificada para arma de fogo calibre 22. O adolescente, primo da vítima, foi levado para a delegacia, onde foi ouvido pelo delegado.

Durante o depoimento, o menor teria confessado a autoria do crime. “Ele informou que executou a vítima porque o primo era  homossexual e que o comportamento de Ronilson o deixava constrangido. Um caso claro de homofobia” declarou Lucindo.

O corpo da vítima foi encontrado no início da noite de sábado (11), por volta das 18h45, na mata de uma fazenda na região rural do Patrimônio da lagoa, em Sooretama. Ainda segundo o delegado, o adolescente contou que sabia que a vítima passaria pelo local e ficou escondido na mata aguardando o melhor momento. Ao ver a vítima passar, o adolescente teria se aproximado por trás e, usando a arma apreendida, teria dado um tiro certeiro na nuca do primo, que não teve qualquer chance de defesa. Já sem vida, a vítima foi arrastada para dentro da mata e abandonada.

O adolescente foi encaminhado ao Iases Norte, onde ficará á disposição da justiça.