Saúde

Queda no repasse da prefeitura de Aracruz para Hospital S.C. pode passar de R$ 2 milhões

Postando em:

As medidas de contenção de despesas já anunciadas pela prefeitura de Aracruz podem representar uma queda de mais de R$ 2 milhões na verba que é repassada para o Hospital e Maternidade São Camilo. Um dos motivos alegados pelo executivo municipal é que em 2016 foi assinado um contrato entre a prefeitura e hospital R$ 12.477.852, 36. “Mas a dotação deixada para o cumprimento desse contrato em 2017 foi de R$ 10.248.510,30, o que está gerando um déficit de R$ 2.229.342,06, obrigando a administração a realizar a redução do repasse”, explicou o secretário interino de Saúde, Ivan Pestana. O secretário acrescentou que somente na secretaria de saúde o déficit já é de R$ 7 milhões.

As informações foram passadas na manhã desta segunda-feira (19) durante reunião entre representantes da prefeitura, Hospital e Maternidade São Camilo, Associação Vidas e vereadores para discutir mudanças na saúde do município.

De acordo com o prefeito Jones Cavaglieri, outro motivo para as medidas de contenção de despesas seria a queda na arrecadação municipal.

“Diante da situação de déficit orçamentário de R$ 13 milhões, resultado da diminuição da arrecadação do município, fomos obrigados a baixar um decreto que estabelece novas diretrizes para contenção de despesas", afirmou o prefeito. 

Entre as medidas adotadas estão os cortes de pagamento de passagens áreas, diárias para fora do estado para servidores; pagamento de hora extra, extensão de jornada; curso, congressos, seminários com inscrições pagas, além de redefinição do horário de funcionamento das repartições públicas municipais, que passará a ser será das 12h às 18h. Com a redefinição, a prefeitura espera reduzir gastos com energia, água, telefonia e manutenção predial, entre outras. As mudanças entrarão em vigor no dia 4 de setembro..