Solidariedade

Café solidário leva conforto a pacientes e acompanhantes do hospital de Aracruz

Postando em:

Fazer o bem sem olhar a quem. O conhecido mandamento se encaixa perfeitamente em um gesto de solidariedade que atende a pacientes e acompanhantes que buscam atendimento no Hospital São Camilo, em Aracruz. Em um momento de dor, angústia, impaciência ou mesmo de fome, de repente um estranho te estende a mão e lhe oferece conforto em forma de amizade e um lanche. É exatamente isso que ocorre praticamente todas as noites com pessoas que são atendidas na unidade hospitalar.

No local, vários grupos de voluntários da comunidade se revezam oferecendo café, leite, pão e outros alimentos a pacientes, acompanhantes, profissionais da saúde e todos aqueles que, por algum motivo, freqüentam o hospital.

Segundo o comerciante Thiago Carvalho, 37 anos, a iniciativa partiu de um grupo de três amigos, que há quatro anos observou um clima muito tenso entre as pessoas que aguardavam atendimento no pronto socorro daquele hospital. Thiago e seus dois amigos, que hoje já não participam da ação, tiveram a idéia de oferecer, todos os sábados, um café como forma de levar um pouco de conforto e, ao mesmo tempo, contribuir para reduzir a tensão entre aquelas pessoas.      

O comerciante lembra que a partir daquela iniciativa, o grupo foi procurado por representantes da pastoral da saúde, da igreja católica, que estavam dispostos a apoiar a ideia. “Pensando em ampliar o atendimento, sugerimos que eles assumissem outros dias da semana, já que um segundo grupo ajudava no sábado, enquanto nós assumimos a quinta-feira, como fazemos até hoje. Nosso grupo é formado por aproximadamente dez pessoas. Além de pão, leite e café costumamos servir sopa de macarrão, caldos variados, canjiquinha, canjicão e outros. Cada um prepara um prato, organizamos em uma mesa e servimos”, disse Thiago.

Ainda segundo o comerciante, outros grupos da igreja católica, evangélicos e também do Rotary Clube assumiram outros dias da semana e, atualmente, o café é servido praticamente todas as noites.

Para Leoni Mata, acompanhante do neto que estava internado, a iniciativa é de grande importância. “O trabalho é excelente e faz as pessoas perceberem que não estão sozinhas. Aqui além de da gente se alimentar ainda faz bons amigos, e isso conta muito”, finalizou.  

“Para nós é muito gratificante ver que a ação frutificou e hoje envolve muitas pessoas de bem. A gente fica feliz por estar aqui e poder fazer bem às pessoas. Encontro Jesus através do próximo e sempre agradeço por ter saúde e não ser um dos acidentados ou adoentados” concluiu Thiago.

Por noite, cerca de cem pessoas se beneficiam do café solidário.  

  

De acordo com Thiago (segundo da dir. p/ esq.). este grupo oferece o café solidário todas as quintas-feiras, a partir das 20h30