Cidades

Fechamento de acesso a empresas pela BR 101 pode desempregar trabalhadores em João Neiva

Postando em:

Trabalhadores de algumas empresas localizadas às margens do km 203 da BR 101, em João Neiva, realizaram uma manifestação na manhã desta quarta-feira (07) contra o fechamento do principal acesso a essas empresas. Os manifestantes alegam que foram surpreendidos um dia antes por homens da concessionária Eco 101, que administra a rodovia, fechando o acesso com a instalação de guard rails (proteção lateral de ferro). Um oficial de justiça também esteve no local acompanhado de policiais rodoviários federais, que deram apoio ao cumprimento de uma ordem judicial. Agora o único acesso às empresas passa a ser pela BR 259, que liga João Neiva a Colatina, mas segundo os manifestantes, a passagem não atende a veículos de grande porte usados pela maior das empresas prejudicadas.

 

Com o fechamento do acesso, estão previstas grandes perdas financeiras e, temendo perder seus empregos, os trabalhadores não descartam interditar a BR 101 caso a situação não se resolva nos próximos dias.

Um dos manifestantes, que preferiu não se identificar, disse ao Site Aracruz que as empresas prejudicadas somam aproximadamente 450 trabalhadores e que muitos deles estão condenados ao desemprego.

 

A situação é tão grave que uma das empresas, o restaurante e lanchonete Casa Brasil, que emprega 45 pessoas, deu férias coletivas aos funcionários a partir desta quarta-feira (07). O gerente, Hudson da Silva Madeira, disse não saber como a casa continuará funcionando.

“A grande maioria dos nossos clientes chega pela BR 101. Não sei como vamos fazer se os motoristas que passam pela 101 tiverem que dar uma grande volta (pela BR 259) para entrar no estabelecimento ou abastecer no posto existente aqui”, afirmou.

O gerente ainda lembrou que a obra de um hotel está sendo finalizada e deveria ser inaugurada em 1 ou 2 meses com previsão de contratar cerca de 20 funcionários, mas os planos talvez tenham que ser revistos devido atual situação.    

Em nota enviada ao Site Aracruz, a concessionária diz:

A Eco101 esclarece que o fechamento de acesso realizado ontem, no km 203 em João Neiva, decorreu de cumprimento de ordem judicial, proferida em processo de nº 000025-58.2011.4.02.5004 (2011.50.04.000025-9), ajuizado pelo DNIT, no ano de 2011. Mesmo após recursos terem sido analisados, a decisão judicial determinou o fechamento daquele acesso e a desocupação da faixa de domínio. O acesso à BR-259 está mantido.

A Concessionária orientou o interessado a apresentar um projeto de adequação do acesso em conformidade com as normas de segurança, o qual deve ser submetido à ANTT, reiterando seu compromisso com a segurança viária.